Notícias

Cidadão fala sobre mobilidade urbana e acessibilidade na Tribuna do Povo

Vereador Sidney Ferreira corrobora sua colaboração na luta pela causa, e solicita apoio dos vereadores na aprovação do Projeto de Lei que trata da obrigatoriedade de taxi adaptado em Formiga

          Na reunião da Câmara Municipal desta segunda-feira, 14 de agosto, o cidadão Júbter R. de Oliveira, fez uso da Tribuna do Povo para tratar sobre mobilidade urbana e acessibilidade em locais públicos e privados abertos ao público.

          A partir daqui possamos sair com uma sugestão ou idéia de como melhorar a acessibilidade e a mobilidade urbana
Dedicou sua fala e sua passagem pela Câmara ao Sr. Oswaldo Tavares filhos, Oswaldinho da ADEFOR, da Eletrônica e de suas manifestações defendendo coisas básicas como a mobilidade principalmente das pessoas portadoras de limitações.

          De sua fala, destacamos o exemplo que Jubter deu a respeito de um artigo publicado pela revista Exame, a respeito de um ranking das maiores cidades com mais acessibilidade e, em Minas Gerais, Curvelo fica em 10º lugar.  Ele disse ainda que os indicadores usados para esta pesquisa, dentre outros, foram o transporte coletivo, o acesso aos meios de transporte, as sinalizações viárias, o acesso a serviços públicos. Jubter argumentou que em Formiga essa fiscalização deveria ser da Vigilância Sanitária, mas infelizmente eles não participam das decisões e conclama a todos para a conscientização tanto do poder público quanto da população. 

          Na oportunidade o vereador Sidney Ferreira agradeceu a participação para a sensibilização para que as pessoas entendam mais sobre a necessidade da acessibilidade e reafirmou sua parceria e colaboração para esta causa.  "Quero lembrar que em 09 de Julho, apresentei o Projeto 199/2018, que trata da questão dos taxis adaptados. Já solicitei também ao Executivo, por meio do Pedido de Providencia 410/2018, que providencie um caminho com piso emborrachado, do desembarque do ônibus até os pontos de táxi e lotação, no Terminal Rodoviário e uma academia adaptada. É uma forma que eu encontrei de contribuir sem gerar nenhum tipo de custo adicional ao cidadão", afirma.

Textos relacionados